Assisti um filme pirata

por Alexandre Fugita 11:31

E não gostei. Sério! Foi o ótimo Caçador de Pipas e acabei por fazer uma experiência. Vi o piratão e também no cinema. Sim, este texto é antigo e estava guardado em algum lugar. Uma grande amiga me chamou pra ver o filme na casa dela. Suspeitei… O Caçador de Pipas não havia saido em DVD naquela época… Dito e feito, chegando lá era uma cópia pirata, daquelas do camelô.

A qualidade da imagem era péssima. Para um cinéfilo foi como voltar à era pré-VHS. Sim, a qualidade do VHS é melhor. Fora isso o som estava fora de sincronia. Claramente as falas estavam com atraso, parecendo aquelas dublagens mal feitas de novela mexicana.

E, claro, o filme vazou dos que o receberam para avaliar para premia̵̤es, essas coisas. De tempos em tempos aparecia uma frase informando-nos disso. Outra coisa que me incomodou demais foram as legendas. Haviam duas, uma em ingl̻s Рo filme ̩ falado em sua maior parte em afeg̣o Рe a gambiarra em portugu̻s mal escrito. Eu simplesmente ṇo consigo ver filmes com duas legendas, fa̤o um confuṣo total.

Já no cinema, a qualidade é excepcional. Tudo que eu não gostei na versão pirata estava perfeito no telão do cinema. Aí , sim, consegui assistir ao filme de forma prazerosa e ele se tornou o melhor um dos melhores filmes que vi este ano facilmente.

Resumindo, apesar da falência do modelo de negócios da indústria de entretenimento que eu tanto falo no meu outro blog, assistir filme de camelô piratão é uma experiência que nenhum cinéfilo deveria passar. Prefiro mil vezes pagar mais caro e garantir o prazer do que detestar uma obra não por ser exatamente ruim e sim pois a qualidade da exibição é um lixo.

 


7 comentários

  1. Alessandro Martins disse:

    Me parece que, na verdade, nem piratas nem ind̼stria Рinfelizmente Рesṭo preocupados com os cin̩filos. A qualidade da imagem e outros detalhes t̩cnicos dos piratas comprova isso quanto aos piratas.
    A mensagem sobre pirataria nos legítimos – ouvida por quem consome filmes legítimos e não por quem consome piratas – comprova isso para o lado da indústria.

    Abraços.

  2. Frederick disse:

    eu só compro DVD pirata qdo é cópia do original.. aí simm..
    — inclusive tenho O Caçador de Pipas

  3. Storm disse:

    Baixar o filme antes de sair normalmente só se encontra cópias mal feitas, ou filmadas de dentro do cinema com uma câmera.
    Mas as versões que saem mais tarde em 720p e 1080p superam e muito o dvd, muito bom pra quem não tem aparelho de blueray.
    Já as legendas, a qualidade depende de onde você pegou. Pelo o que explicou elas já deviam estar fixas no filme.
    Essa versão que você assistiu era um screener e só servem pra quem tá muito afim de ver o filme e não liga pra qualidade.
    Mas concordo que não há nada melhor que ver o filme no cinema. Mas ultimamente, infelizmente, vários filmes não valem o ingresso…

  4. Vulgo Dudu disse:

    Não compro DVDs de camelôs, até mesmo porque eles não vendem, na minha opinião, nada de interessante.

    Eu só fico entristecido com o fato de cultura, no Brasil, ser artigo de luxo. Transformaram a arte em mero entretenimento mercantilista. Acostumaram a platéia a não simplesmente ir ao cinema, e sim a desfrutar de uma tela grotescamente enorme, com sistema de som que permite ouvir o peido do protagonista e com saquinho de pipoca a R$ 15.

    A pirataria, na minha opinião, é um mal provocado pela miséria e agravado pela gerência das políticas de cultura do país.

    Abs!

  5. Maysa disse:

    Adoro cinema… acho maravilhosa aquela tela, aquele som.

    Mas pagar 14 reais para ir num domingo ao cinema em BH, dói. E por isso, cada vez mais as pessoas usam da pirataria.

    Acredito que muita gente não possa pagar 14 reais para ir ao cinema (se for sozinho… se for levar filhos, entre pipocas e etc, nao gastará menos de 40 reais).

    Ainda assim, não troco meu cineminha por aquela imagem sofrível e um som horroroso. Viva as promoções de terça, quarta…

    Maysa

  6. CinemaLido » » Clone mal feito disse:

    […] tenha sido a língua já que preferi acompanhar as legendas em inglês do que a em português. Como havia dito antes, faço confusão quando um filme tem mais de uma legenda. Mas, na verdade, isso nunca foi […]

  7. alvaro campos disse:

    Para os cinemas:Vejam o circo Soleil(não sei se escrevi correto mas todos devem saber de qual se trata)eles deram roupagem nova ao espetáculo circence,que já de tão ¨batidos¨faliram quase todos,será que os cinemas não vêem que tem que se renovar?fazer valer o preço.Quanto as locadoras:Antigamente um filme só ia para as locadoras tempos depois de passar nos cinemas,agora é simultaneo,se não tiver algo a mais o conforto da casa supera os detalhes tecnicos,pois um pirata feito a partir de um original é a mesma coisa,sabe aquela coisa de enquanto procura um título serve-se de bebidas ou ter salas pequenas para uma ou duas pessoas com todo conforto.quanto a indústria cinematográfica-esta está agonizando assim como diversas indústrias do passado(velas,vinis etc…,tem que ver que para quem patrocina o filme independerá a forma como chegará ao público,contanto que seu logo esteja lá já valeu o investimento.A internet veio pra ficar e cada vez mais as pessoas farão uso dela para tudo,de laser à trabalho,de certo à errado,sempre procuraremos o mais facil e os detalhes tecnicos aos poucos serão outros pois diferente dos cinemas,locadoras e estudios,ela se aperfeiçoa ligeiro.

Deixe um comentário