Curtas do Bafici (2)

por Edemilson Morais 13:57

Caça ao tesouro

Um festival dedicado ao cinema independente e de vanguarda é uma ótima oportunidade para conhecer novos diretores, vislumbrar tendências, acompanhar narrativas surpreendentes e… dar de cara com filmes ruins. Sim, com tanto filme sem muitas referências, é fácil cair em uma roubada. Muitas das pessoas que conheci aqui em Buenos Aires dizem não acompanhar o festival porque acham muito difícil escolher algo que seja bom. Eu já errei algumas vezes e até acabei quebrando uma de minhas regras que é não sair antes do final de um filme, mesmo que ele seja muito ruim. Na última terça ou eu dormia durante um filme muito tedioso ou ia para casa mais cedo; fiquei com a segunda opção. Ontem, uma das últimas sessões da noite começou lotada e terminou com menos da metade do público, desta vez fiquei até o final. Os filmes destas duas sessões ficam para outros posts.

Atrasado não entra?

Em todas as salas por quais já passei, há sempre um aviso com bastante destaque informando que não é permitido a entrada depois do início do filme. Ainda não vi ninguém sendo barrado e perdi uns 10 minutos de um filme de 49 minutos (!!!) porque tinha gente passando e atrapalhando as legendas.

Sacolinhas, conversas, e outras distrações

Por outro lado, ainda não me deparei com ninguém revirando sacolinha durante o filme, falando ao celular ou cochichando. As pessoas até chegam atrasadas, mas ficam bem quietinhas até o final da sessão. Será que tenho dado sorte?

Deixe um comentário